Atraso no salário dos servidores foi para poder aumentar auxílio no Plano de Saúde

05/02/2021 | Administração

Servidores receberam salário com cinco dias de atraso, na quinta-feira, 04, os valores foram depositados em conta



O atraso, em menos de cinco dias, no pagamento dos salários dos servidores públicos municipais, gerou polêmica na última semana. O motivo, de acordo com o prefeito interino, Fernando Gonçalves dos Santos, o “Fernandinho” foi alteração na Lei Nº 1.991, de 31 de março de 2016 que visa aumentar o índice de contribuição financeira mensal de cada servidor ativo, inativo do Regime Próprio de Previdência, agente político e pensionista que optar pelo Plano de Saúde IPERGS.



“Como todos já sabem, assumi a gestão do município de Putinga no momento mais conturbado de sua história política, sem experiência na vida pública e sem ter tido a oportunidade de conhecer como estava o andamento da administração passada, pois não tivemos uma transição de governo. Apesar de todas as dificuldades, encaramos o desafio e estamos trabalhando muito para atender bem toda a população.

Na última semana, porém, acompanhamos uma polêmica nas redes sociais porque os funcionários públicos não receberam seu salário no dia 30 do mês e, por todo o respeito que temos por eles e pela população, quero esclarecer o porquê”, inicia o prefeito.



Segundo ele, no mês de dezembro o município recebeu um contrato do Instituto de Previdência do Estado do Rio Grande do Sul (IPERGS), plano de saúde dos servidores públicos, aumentando o valor. “Esse contrato foi assinado pelo ex-prefeito e devolvido ao Instituto. Nossa equipe levou um tempo até conseguir essa informação, já que não encontramos nada registrado, não tínhamos o índice de reajuste e assim que tivemos a resposta, decidimos que o município deveria absorver esse aumento, levando em consideração a valorização dos funcionários públicos. Porém, para isso, precisamos encaminhar um projeto de lei para ser apreciado pelos vereadores que, atendendo ao nosso pedido, o aprovaram o projeto”, explicou.

"Desta forma, o atraso foi necessário para que o projeto de lei fosse apreciado pelo Legislativo, trazendo um benefício para os servidores que não arcarão com o aumento da alíquota proposta pelo IPERGS, pois sabemos o quão difícil é o atual momento econômico e a baixa valorização dos índices de reajuste que receberam nos últimos anos”, acrescenta.



O pagamento dos vencimentos dos servidores públicos foi realizado na quarta-feira, 4. “Estamos sempre à disposição para esclarecer as dúvidas de nossa população e reiteramos mais uma vez o nosso compromisso de administrar nosso município com muita responsabilidade”, finalizou o prefeito.

Índice de pagamento de incentivo do IPE

Em dezembro os servidores que tinham plano de saúde pagaram 14,87% do valor e o Poder Executivo, por sua vez, arcou com 4,89%. Já em janeiro, os servidores mantiveram o índice de 14,87% e o Poder Executivo pagou 5,54% do auxílio.



Mais imagens:
Topo