Censo vacinal Febre Amarela 2019

04/07/2019 | Municipio de Putinga

Desde 2017, o Brasil passa pelo maior surto de febre amarela de sua história recente. Diante deste cenário, várias medidas estão sendo adotadas pela Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Sul, como o reforço das ações de vigilância de epizootias e de vigilância epidemiológica/ imunizações, como a ampliação da Área Com Recomendação de Vacinação (ACRV), para todo o território do estado, incluindo os 34 municípios que até então não faziam parte da área de vacinação.
Foi recomendada a realização de um censo vacinal, nas áreas rurais do Rio Grande do Sul, a fim de verificar a situação vacinal dos habitantes dessas áreas, que sabidamente estão sob o maior risco da doença.
Frente ao exposto, solicitamos uma avaliação das coberturas vacinais pelos municípios, através da deflagração de um censo vacinal de febre amarela, identificando os não-vacinados e atualizando sua situação vacinal, segundo as normas técnicas
Durante o censo, deve-se avaliar a condição vacinal de todas as pessoas residentes no município, com idade entre 09 meses e 59 anos. Os resultados do censo deverão ser entregues até no máximo 18 de julho, para que se faça o consolidado dos dados para envio a 16ª CRS.

O que é Febre amarela?
Febre amarela é uma doença infecciosa causada por um vírus e transmitida por mosquitos. Os principais sintomas da febre amarela são febre, dor muscular, náuseas e vômitos, perda de apetite e fraqueza. Na fase aguda da doença os sintomas costumam durar entre três e quatro dias.
A doença é considerada aguda e hemorrágica e recebe este nome, pois causa amarelidão do corpo (icterícia) e hemorragia em diversos graus.
A febre amarela costuma ser transmitida por mosquitos, principalmente o Aedes aegypti(em áreas urbanas) e o Haemagogus (em áreas rurais). O mosquito é infectado ao picar uma pessoa ou animais com a doença e então desenvolve a doença e passa a transmiti-la para quem ele picar.
A vacinação é considerada pela Organização Mundial da Saúde a forma mais importante de prevenir a febre amarela. Tanto que é a vacinação frequente que impede que a doença se espalhe mesmo em áreas endêmicas.



Mais imagens:
Topo